"Uma visão sistêmica do direito, pela qual só há direito quando a solução traz paz e equilíbrio para todo o sistema." Sami Storch

divider

Vara de Infância e Juventude promoverá palestra vivencial de constelações familiares com o tema “ADOLESCENTES E ATOS INFRACIONAIS – A DESCOBERTA DOS VÍNCULOS SISTÊMICOS FAMILIARES”.

separator

Vara de Infância e Juventude promoverá palestra vivencial de constelações familiares com o tema “ADOLESCENTES E ATOS INFRACIONAIS – A DESCOBERTA DOS VÍNCULOS SISTÊMICOS FAMILIARES”.

/ 0 Comentários /

Imagem

Juiz da Comarca de Amargosa/BA utiliza exercícios terapêuticos de constelações familiares para tratar casos de adolescentes autores de atos infracionais e suas famílias

 O evento é destinado especialmente a adolescentes envolvidos em atos infracionais, seus pais e familiares, e também a servidores da Justiça e outros profissionais que tenham como missão auxiliar essas pessoas (advogados, policiais, conselheiros tutelares, agentes de proteção, psicólogos, assistentes sociais, educadores, etc.).

O Juiz da Vara Criminal de Amargosa, Sami Storch, conduzirá os trabalhos com a utilização de técnicas baseadas na terapia de constelações sistêmicas familiares (uma ciência dos relacionamentos desenvolvida pelo terapeuta e filósofo alemão Bert Hellinger), como forma de auxiliar as pessoas a ver e sentir qual o caminho para a solução.

A programação inclui uma palestra sobre os vínculos sistêmicos familiares e as causas do uso de drogas, da violência e de outros distúrbios de comportamento típicos de adolescentes em conflito com a lei. Em seguida será feita uma meditação, em que cada um buscará identificar as origens da violência em sua família (que pode ser decorrente de algum fato ocorrido no passado da família, inclusive em gerações anteriores). Depois, será realizada a vivência de constelações familiares, em que as pessoas presentes poderão colocar a questão em que estão diretamente envolvidas, participar da constelação de outra pessoa como representante de alguém da família, ou apenas como observadores.

A constelação familiar é uma abordagem fenomenológica, onde uma pessoa se propõe a “olhar” para o seu próprio sistema familiar. Então são escolhidos, entre os presentes, representantes para essa pessoa e para os membros de sua família. Com o decorrer do trabalho, esses representantes começam a manifestar sentimentos que expressam as dinâmicas ocultas nos relacionamentos nessa família, chegando muitas vezes às origens das crises e dificuldades enfrentadas, que podem estar relacionadas a fatos ocorridos no passado familiar de cada um (inclusive em gerações mais distantes). Podem, também, observar quais os movimentos e posturas que conduzem a uma solução, trazendo paz e equilíbrio a todos os envolvidos.

O Juiz Sami Storch é formado em Constelações Familiares e Organizacionais e vem aplicando essas técnicas nas audiências em geral, obtendo índices bastante expressivos de conciliações nas audiências, assim como soluções bem sucedidas em questões complexas envolvendo crianças, adolescentes e família em geral.

Dia 30 de abril de 2014, às 08:30 horas, no Fórum da Comarca de Amargosa/BA. Gratuito. Vagas limitadas! Inscrições no Fórum ou pelo telefone (75) 3634-1171, com Maria Barreto (Assessora) ou Vera Lúcia (Escrivã).

Reportagem realizada pela TV Bandeirantes, sobre constelações familiares na Justiça no dia 28/05/2013:

http://www.youtube.com/watch?v=q75Z3_cmTTA

Blog “Direito Sistêmico” (do juiz Sami Storch), sobre constelações na Justiça:

http://www.direitosistemico.wordpress.com/

Entrevista com o juiz Sami Storch na Rádio Mundial no dia 27/03/2014:

http://youtu.be/g3PhOuxO1Ac

 

separator

separator